Nydia em sua casa de Campinas em fevereiro de 2006

NYDIA

UMA VIDA DEDICADA A CRISTO E � SUA IGREJA

15/04/1918   -  21/12/2006


NYDIA DE CAMPOS KERR BROCHADO DE ALMEIDA

 Nasceu em Sorocaba, SP, aos 15 dias do m�s de abril de 1918, filha do Rev. William Kerr e Aurora de Campos Kerr. Iniciou seus estudos de piano com a tia Lucy Caldas Kerr, em S�o Paulo. Graduou-se na Escola Normal de Campinas e foi licenciada Professora, pelo Estado de S�o Paulo, em 1939; Bacharelou-se em M�sica pela Pontif�cia Universidade de Campinas, em 1980; e fez curso de Extens�o Universit�ria na UNICAMP; foi contratada como professora de m�sica pelo Semin�rio Presbiteriano do Sul, e lecionou m�sica no Col�gio Pio XII de Campinas; Por dez anos dirigiu o Coral Infantil e de Adultos da Igreja Presbiteriana do Jardim Guanabara, preparando hinos tradicionais de Natal, onde tamb�m atuou  como organista; Participou como regente convidada do Coral Estadual, a convite do maestro Eleazar de Carvalho; casou-se em 29 de junho de 1944 com o Almirante Oct�vio F. Brochado de Almeida, em cerim�nia oficiada por seu pai, Rev. William Kerr, na Igreja Presbiteriana Central de Campinas; e fixou resid�ncia no Rio de Janeiro, onde participou dos trabalhos da SAF na I.P. de Riachuelo e na I.P. de Copacabana; Deste cons�rcio, nasceram 4 filhos: M�rcia, Marcus; Oct�vio (Tavinho) e Fl�vio. Nydia faleceu no dia 21 do corrente no Rio de Janeiro. Ela deixou 4 filhos, 8 netos, 5 bisnetas, noras, genro, cunhadas vi�vas (Marila, Gesse e Norma), 1 cunhado Brochado (La�rcio, casado com  Maria Luiza); duas irm�s (Junia Kerr do Amaral, vi�va do Eng. Dr. Epaminondas M. do Amaral Filho; e  L�lian Kerr, casada com Rev. C.J. Hahn Jr.), 1 irm�o, Eng. Dr. Neander de Campos Kerr, casado com C�lia Carvalho Kerr; Alzira Helena Valim Ferreira, sua colega desde os 17 anos;  diversos primos e muitos amigos da Comunidade Presbiteriana de Campinas e da I.P. de Botafogo, no Rio de Janeiro, que presentemente freq�entava. 

Nesta manh� da antev�spera do Natal, entregamos seu corpo � sepultura, nesta Cidade de Campinas, que ela elegeu como sua; e damos gra�as a Deus por sua vida e pelo privil�gio de termos privado de sua amizade.

Rogamos a Deus que console seus familiares por interm�dio do minist�rio de consola��o do Esp�rito Santo e nos fa�a viver na f� e na esperan�a de um dia nos encontrarmos na eternidade com Cristo Jesus.

 

Revds. Fernando T. Arantes e Besaliel F. Botelho